Entrevistamos Anitta, a mulher com mil rostos. Ele nos fala sobre feminismo e música e sua série Vai Anitta.

Anitta fez músicas com Madonna , Caetano Veloso, Snoop Doog, J Balvin , Maluma , Diplo, Major Lazer, Rita Ora, Becky G, Don Patricio, Psirico, Dj Gabriel Do Borel … E de repente, num domingo às 9:30 da manhã, ela está conosco em Madri. Tínhamos medo de que ela atrasasse ou não chegasse. De madrugada, fofocamos suas histórias do IG. Vimos que ela estava festejando a noite toda. Mas, como um relógio, às nove e meia, ela chega ao set. Nos disseram que ela era super profissional, o que não sabíamos é que ela também é super legal. Ela aguentou sem questionar as 4 horas da sessão de fotos, riu, brincou … A entrevista deixamos para o final. Claro, o segundo bocejo sutil que a deixamos ir, logo depois que ela nos conta sobre seus novos projetos: a estréia da segunda temporada de Vai Anitta , na Netflix, novos singles em português, espanhol e inglês. E se já éramos fãs, nos tornamos super fãs.


Seu nome verdadeiro é Larissa, por que você se chama Anitta? Eu gosto da Larissa, mas no Brasil é muito comum, eu não o via como um nome artístico. Eu estava procurando um nome forte. Quando escolhi Anitta, ainda não falava espanhol. Agora eu sei que aqui significa a pequena Ana. Mas em português os diminutivos são diferentes, terminam em iña ou iño. Para mim, Anitta não foi um diminutivo. É um nome que tirei de uma novela brasileira. Anita foi a protagonista. Ela tinha 18 anos, era misteriosa e todo mundo estava curioso sobre ela, ela chamou muita atenção. Ela disse que adorava ser muitas mulheres ao mesmo tempo. Hoje poderia ser romântico, amanhã um louco e o próximo ser super divertido. E eu também gosto disso. Ser diferente a cada momento é o que mais me atrai na minha personalidade.


Anitta: “Poucas pessoas me chamam de Larissa – (seu nome verdadeiro). Somente minha mãe e minha família mais próxima. Meu pai me chama de Anitta ”


E como o seu círculo mais próximo chama você? Anitta, Muito poucas pessoas me chamam de Larissa. Somente minha mãe e minha família mais próxima. Meu pai me chama de Anitta. Se pudesse, levaria uma placa que dizia “pai de Anitta”.


Ela ficara orgulhosa, porque na realidade suas origens são bastante humildes, certo? Viemos de um lugar que não tinha nada. Ele era muito humilde. Mas eu já disse quando criança que, quando crescesse, seria uma artista e famosa. E seríamos todos muito ricos. Minha família olhou para mim e disse: “que loucura”. Gostei muito de sair e minha mãe disse: “você é louca, uma adolescente saindo de segunda a segunda”. E ela respondeu: “Mãe, um dia, quando eu for muito famosa, não poderei mais sair, e você enlouquecerá e me pedirá para sair e eu não poderei”. E ela olhou para mim com o rosto de “minha filha é louca, como é me dizer isso”. Hoje ela olha para mim e diz: “Ei, filha, saia um pouco, venha.” E eu digo: “Veja, eu lhe disse que isso iria acontecer”. Quando criança, eu já sabia disso.


Anitta: “O segredo do sucesso é criar suas próprias oportunidades”


Que conselho você daria para pessoas sem recursos financeiros que desejam ter sucesso no mundo artístico?  Olha, acho que não apenas no mundo artístico, mas no que você quiser fazer, o importante é criar seu próprio caminho. As pessoas sempre pensam que tudo é muito difícil porque se compara à trajetória de outras pessoas. E o que acontece é que, se você não possui recursos financeiros, como eu não os tinha, não terá o caminho aberto em seu rosto. Você terá que criar seu próprio caminho. Você tem que criar sua própria escada para subir. O segredo é criar suas próprias oportunidades.


Para ter alcançado tanto sucesso, o que você acha especial? Eu não acho que ele tem a melhor voz do mundo. Mas acho que o conjunto de coisas que tenho, como cantar, dançar … é especial. Até eu sou minha própria empresária. Acho que tenho um pouco de tudo o que preciso e não dependo de uma única faceta. Eu também sou muito trabalhadora e responsável. É muito importante ser profissional. Não adianta ter muito talento se você não é profissional.


Anitta“Não adianta ter muito talento se você não é profissional”


Você não esconde suas cirurgias cosméticas, são necessárias para ter sucesso? Ninguém me forçou. Eu os fiz porque sou realmente assim. Muitas pessoas me perguntam se eu não estava feliz como estava. E eu respondo que sim, sempre fui feliz. Mas para mim isso é como cabelo. Um dia, acordo, olho para mim mesma e penso: “Quero mudar isso”, e faço. E, graças a Deus, minha agenda não me permite muito tempo, porque, se eu ainda não havia mudado 30 vezes, adoro acordar de maneira diferente. Eu gosto de mudar, eu sou assim, é a minha personalidade. Mas se há algo que você não gosta, mude. Não há problema. As pessoas têm muitos traumas com isso. É por isso que gosto de dizer que tenho cirurgias. Porque, caso contrário, as pessoas, especialmente os adolescentes, olham as capas de revistas e pensam “ah, nunca serei assim”. E gosto de dizer a eles: “se você quiser, faça. Vá, trabalhe, pague e troque. Eu gosto de ser real, não gosto de esconder coisas.


O que é o empoderamento das mulheres para você? Para mim, é ter a liberdade de ser quem você quer ser. E não se preocupe com o que as pessoas dizem ou pensam. Não ligo para o que as pessoas pensam de mim, faço o que quero. E se as pessoas entendem errado ou não, é algo que não me preocupa. O que me preocupa é ser uma boa pessoa para os outros, não ferir os sentimentos ou a vida de outra pessoa. Mas comigo eu faço o que quero.


Anitta: “Para mim, o empoderamento das mulheres é ter a liberdade de ser quem você quer ser”

Como você capacita as mulheres através da sua música? Eu sempre tento falar sobre ter personalidade. É o que eu gosto de cantar e viver. Muitas vezes vejo artistas cantando coisas que não têm nada a ver com suas vidas. E eu gosto de ser o que canto. Os clipes também ajudam a se comunicar. Eu sempre tento colocar alma neles. Convidei, por exemplo, uma drag queen para cantar comigo e fazer um clipe para incentivar o respeito. Em outro clipe, Vai Malandra, mostrei minha celulite. Era muito caro fazer videoshop, e pensei: por que vou gastar todo esse dinheiro se as pessoas vivas verão que tenho celulite? Bem, eu deixo. Sinto-me muito orgulhosa porque essa cena mudou uma cultura inteira no meu país que afeta as mulheres. Houve muita conversa sobre isso em todo o mundo. Porque muitas pessoas colocam celulite em seus vídeos, mas nunca os próprios. E as pessoas pensaram que era uma farsa. E eu disse não, Minha bunda é tão terrível. Estou muito orgulhoso desse vídeo. Faz parte da minha infância e minha cultura.


Você colaborou com artistas muito importantes. Entre eles, Madonna. Madonna é parcialmente responsável por mim e por todas as mulheres, sendo livre para se expressar sexualmente. As pessoas esquecem que, antes que a sociedade fosse muito machista, ainda é, mas antes era pior. Ela recebeu muitos beijos por sua sexualidade e seu pensamento de liberdade para as mulheres e o público LGBT. Precisamos de alguém assim para que a cultura mude e as mulheres tenham liberdade. Por isso, quando ela me ligou para cantar juntas, eu fiquei louca. Eu estava procurando por uma mulher que representasse algo semelhante ao seu trabalho. E procurou muito ela me disse. Ela decidiu depois de ver  o vídeo Vai Malandra. Eu sou a única colaboradora (mulher) do Madame X. Para mim, foi como ter a aprovação de Madonna. Eu não preciso mais.


Anitta: “Madonna é parcialmente responsável por mim e por todas as mulheres, sendo livre para se expressar sexualmente”

Você se declarou bissexual. O que você diria para as pessoas que dão tanta importância a quem os outros dormem? É disso que eu mais gosto, provocar as pessoas. Quando você me perguntou antes o que era que me tornava ótimo como artista, é isso. Eu não gosto de fazer músicas e é isso. Eu gosto de mudar a vida das pessoas de alguma forma. Eu sempre tento provocar controvérsias para que as pessoas falem e mudem seus pensamentos. É por isso que falo abertamente que vou com quem eu quiser. Hoje com um, amanhã com outro e depois do outro. O que importa é que eu não faço com ninguém o que não quero que eles façam comigo. Se estou em um relacionamento, estou em um relacionamento. Se eu vejo alguém que está em um relacionamento e quer algo comigo, não é isso. Eu tenho algumas regras. Mas se eu durmo com 1, 2, 4, 20 ou já perdi a conta, isso não é importante, isso não define o seu personagem. As pessoas estão sempre julgando as mulheres pelo número de homens com quem estiveram. As pessoas comentam “você vai com muitos homens”, “você vai com qualquer pessoa”. E digo que sim, se me apetecer, vou com alguém, homem ou mulher ou o que sei. E as pessoas não podem julgar meu talento ou minha pessoa, ou parar de me respeitar por isso.


Você é cantora, mas também empresária. A verdade é que eu não queria ser uma empreendedora. Mas eu tive que fazer isso. Procurei por um longo tempo alguém que entendesse quem eu sou e trabalhasse de maneira semelhante à minha. Mas eu não encontrei. Então cheguei à conclusão de que deveria ser eu mesma. E eu estava aprendendo em qualquer lugar. Eu também sou empresária de outros artistas no Brasil. Como artista, sou uma pessoa e, como empresária, outa. Sou muito louca como artista, mas trabalhando, sou muito séria. É como ser duas pessoas totalmente diferentes. Eu gosto muito, mas cansa. Eu quero desacelerar um pouco. Eu já estou calma. Eu realizei meus sonhos. Não preciso mais de tanta pressão. Não quero continuar sendo cantora a vida toda.


Anitta: “Eu quero desacelerar um pouco. Eu já estou calmo. Eu realizei meus sonhos. Não preciso mais de tanta pressão. Eu não quero continuar sendo cantora a vida toda ”

Eles descrevem você como uma estrela pop brasileira.Nós o vemos agora como uma estrela internacional. Minha ilusão sempre foi levar a cultura do meu país ao redor do mundo. E aprender, espanhol, inglês … aprender outras línguas e outras culturas. Aprendo muito na minha vida. Não gosto de levar comigo a pressão de ser internacional ou estrela. Quando as pessoas me dizem, eu respondo “muito obrigada”. Mas prefiro me olhar como Anitta, eu. Porque é muita pressão para manter um status. E eu gosto de ser como eu quero ser. Se um dia eu quero ir da diva, vamos da diva. Mas eu gosto de ficar mais calma. Eu realmente aprecio ser chamada como “estrela internacional”. É incrível, mas na minha cabeça eu gosto de ser simples.


Você também compõe e produz para outros artistas? Também também. E no Brasil também tenho uma série de animada para crianças. Porque eu tinha um público infantil muito grande, mas meu trabalho não é para crianças, então não me sentia muito confortável com isso. Às vezes, faço shows para crianças e troco de roupa. Quero que as crianças desfrutem da mesma qualidade musical, mas com letras que falem sobre coisas infantis.


Anitta: “Você acha que dinheiro dá felicidade, e não, quando estou mais feliz, é quando estou com as pessoas do meu passado na minha antiga realidade”

Onde você prefere morar: em uma casa feia com uma vista muito bonita ou o contrário? Uau !!! Penso em uma muito bonita com vista para uma muito feia. Porque é assim que a minha vida é. E isso me faz não esquecer minhas raízes. E isso me dá a possibilidade de mudar outras casas, outras pessoas e outras vidas. Minha família, por exemplo, continua morando nas mesmas casas antigas, embora eu tenha dito a eles 30 vezes se eles querem mudar de casa. Não querem. Então minha casa se tornou a casa de todos. Todo mundo tem uma chave e eles entram quando querem. E uma coisa muito curiosa acontece. Na minha família, temos 10 pessoas e minha casa tem cerca de 5 ou 6 quartos. Existem quartos para todos. Mas quando eu chego, eles estão todos no mesmo quarto, dormindo juntos no chão. E pergunto a eles o porquê e eles respondem que gostam de ficar juntos. Eu acho que isso lembra das suas raízes. Quando você não tem dinheiro, obtém uma falsa ilusão sobre as pessoas que o possuem. Você acha que o dinheiro dá felicidade, e não, quando estou mais feliz, é quando estou com as pessoas do meu passado na minha antiga realidade.


Quais são seus próximos projetos? Bem, acabei de terminar um projeto para o Brasil em português. Porque em janeiro começo novos singles em outros idiomas, em espanhol, em inglês. O primeiro que eu acho que vai gostar de todas as pessoas que gostam de música cultural, vou trazer um pouco mais do Brasil. E em 2020 também há a segunda temporada de Vai Anitta, minha série sobre minha vida na Netflix. Muito divertida.


Via: NEO2, Mag

Tradução: Anitta Daily 

Postado por
• • • •
LEIA TAMBÉM!

 
error: Content is protected !!
Visite nossa galeria de fotos
gettyimages-1062169486-1024x1024.jpg
gettyimages-1062169464-1024x1024.jpg
gettyimages-1062169434-1024x1024.jpg
gettyimages-1062169364-1024x1024.jpg
gettyimages-1062169108-1024x1024.jpg
gettyimages-1062169104-1024x1024.jpg
87229933_adbr-037.jpg
87229889_adbr-022.jpg
87229956_adbr-042.jpg
87229951_adbr-041.jpg
layout criado por lannie.design e codificado por Gabriela Gomes - Todos os direitos ao anitta daily